• Facebook: ifsantacatarina
  • Orkut: 103017610
  • Twitter: ifsc
  • Formspring: www.formspring.me/ifsc

Cursos Superiores

Banner Superiores-02

Banner Superiores-01

Documentos Importantes

Calendário-Acadêmico-Novo

rdp

Manual-do-Aluno novo

Banners-Laterais-horário2017

segurança 00

arquivos-03-03

IFSC recebe atividades do XII Congresso de Educação de Lages PDF Imprimir E-mail


O Câmpus Lages do IFSC, participou entre os dias 28 e 29 de setembro do XII Congresso de Educação do Município de Lages, que teve como tema “Educação Permanente: Diversidade, Sentidos e Práticas”. Foram promovidas oficinas e houve momento cultural e mesa redonda sobre formação humana. O objetivo do Congresso, organizado pela prefeitura, foi proporcionar um momento de aperfeiçoamento continuado para todos os profissionais da educação de Lages e região (diretores, professores, merendeiras, auxiliares de serviços gerais, estudantes de licenciaturas e outros interessados).


Seminário Educação Lages

O IFSC ofereceu, no total, sete oficinas sobre aprendizado durante o Congresso: O ensino da matemática no conceito de desenho universal (Rubens Ferronato), Instrumentação matemática como metodologia de ensino – aprendizagem no ensino médio (Neuza Maria Sens de Barros e Rafael do Nascimento), Projeto Descomplica (Jesiane Conceição Castilho), Tecnologias digitais no ensino da matemática na educação básica (Vilma Kasburg), Construindo um ambiente de vivência a aprendizagem sustentável (Fernando Domingo Zinger), Metodologias lúdicas no ensino de ciências e biologia (Cristiane O. da Silva e Paula O. da Silva) e Formação humana no contexto da educação profissional: desafios e possibilidades (Ana Maria Martins, Gilnei Oleiro Correa e Paula Clarice Santos Grazziotin de Jesus).

O auditório do Câmpus Lages recebeu na sexta-feira (29), também dentro das atividades do Congresso de Educação, a mesa redonda “Formação humana no contexto da educação profissional: desafios e possibilidades”, com a participação das professoras do câmpus Ana Maria Martins Roeber e Paula Clarice Santos Grazziotin de Jesus como mediadoras e do professor Gilnei Oleiro Correa, chefe do Departamento de Formação Geral do Câmpus Pelotas do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul). O público que assistiu o debate foi formado por servidores do IFSC.

A mesa discutiu aspectos da educação profissional para jovens e adultos, a partir da perspectiva da formação humana que visa preparar o ser humano para suas ações e torná-lo ético. Os professores levaram em consideração a histórica dicotomia entre trabalho e educação, que se reflete na separação entre áreas como as de formação geral e formação técnica. A mesa traçou um panorama dessa realidade nas instituições de educação profissional, a partir da prática pedagógica de se caminhar para uma formação verdadeiramente integral.

Momento cultural

Seminário de Educação Lages

No mesmo dia, à noite, com a ideia de aproveitar a vinda do professor Gilnei, ocorreu um momento de integração e aprendizado cultural. Gilnei, além de professor de português e literatura, é escritor e pesquisa há mais de 20 anos a obra do cantor e escritor gaúcho Vitor Ramil. O trabalho do artista tem sido objeto de seus estudos desde a graduação até o mestrado. Ramil celebra, em sua obra, questões identitárias relacionadas ao frio e ao sul do Brasil. Ele desenvolveu a teoria conhecida como estética do frio. As questões abordadas em sua obra literária e musical têm muito a ver com a cultura de Lages.

Esteve presente também Rafael Wollinger, que é músico, natural de Urubici, e desenvolve trabalhos artísticos relacionados à temática do campo. Rafael iniciou sua carreira musical a partir identificação com Vitor Ramil e acompanhou a fala do professor, tocando músicas do artista e algumas canções autorais. A intenção, segundo a professora Ana Maria Martins, foi oportunizar aprendizado cultural, o que segundo ela vai ao encontro da proposta de uma formação humana e integral, tema da mesa.

Novo formato do congresso é bem avaliado

Neste ano foi adotado um novo formato para o Congresso: foram espalhados 158 grupos de trabalho por 17 instituições. Tudo foi realizado através de parcerias com instituições de ensino da cidade. O coordenador da Educação Permanente de Lages, Carlos Eduardo Canani, comentou que o Congresso foi um momento significativo para os profissionais que participaram e que o novo formato a partir de grupos de trabalho em lugares diferentes foi bem recebido pelos participantes. “Nós, da comissão, podemos dizer que ficamos muito felizes com os resultados. Uma das nossas expectativas era aumentar o número de inscritos. O Congresso de Educação já é um evento tradicional na cidade, mas vinha perdendo inscritos ano após ano no formato anterior. Neste ano conseguimos superar as expectativas em relação ao do ano passado, tendo adesão em massa dos nossos profissionais”, afirmou.

Carlos Eduardo falou sobre a questão de educar permanentemente para o aprimoramento das práticas pedagógicas que são desenvolvidas em qualquer contexto de trabalho, vivenciando isso a partir da diversidade de gênero, etnia ou classe social. Com a sociedade atual sendo diversa, enfrentar os desafios é dar novo sentido para as práticas profissionais.

Por Comunicação Câmpus Lages

 

icone docentes horarios atividades

BAN ESTAGIO IEL

banner ifsc cada vez melhor relatorio cpa

Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.